Minas Trend#1

O melhor da moda mineira passou pelas passarelas do Minas Trend! O evento foi realizado na semana passada, com desfiles, palestras, fórum de inspirações e stands de grifes dos 4 cantos do país.

Reuni em dois posts algumas fotos dos desfiles para vocês conhecem a moda Primavera-Verão 2016/2017 apresentada por seis grifes e uma coleção outono-inverno 2016 de Sônia Pinto.

Fabiana Milazzo (5/4)

Fabiana Milazzo abriu os trabalhos no dia 5 com uma coleção grunge com traços românticos! São jeans detonado combinado com rendas; look pijama e xadrez convivem com o vestido de princesa e o vazado de maquinário imitando macramê. Aliás: a renda substitui o bordado característico de Fabiana. O resultado é uma coleção mais leve e clean, reafirmando a grife.

fabiana1fabiana2 Continuar lendo

Anúncios

Coleção Alta Costura de Elie Saab

Paris estava mais especial nesses dias… A Semana Alta Costura de Paris trouxe coleções inspiradíssimas, de muito glamour. E o desfile que mais me encantou foi de Elie Saab que trouxe a Índia como tema da coleção primavera-verão 2016.

O estilista é conhecido por seus vestidos de festa deslumbrantes, mas também por seguir sempre o mesmo padrão, por mais incrível que ele seja, mas há um tempo vem mudando esse perfil e hoje ele deu um grande salto. A coleção está maravilhosa, com traços de uma Índia do passado, mais precisamente em 1911.

elie-saab-2016

O meu favorito!

Amarrações tipo sari se misturam a tradição da grife: bordados, brilho, renda, babado e transparência em vestidos longos e curtos, alguns com cintura marcada, em camadas, retos ou volumosos.  Elie Saab inovou ao inserir calças e casacos, que seguem a mesma linha: superbordados e brilhantes. A cartela cor contou com tons claros. como um azul royal em alguns looks. 

elie12 Continuar lendo

SPFW: Deserto do Atacama inspira hits em couro de Patricia Vieira

Para encerrar a “nossa” seleção de desfiles do São Paulo Fashion Week, os looks de desejo apresentados por Patricia Viera! A estilista se inspirou no deserto do Atacama para criar a coleção de Outono/Inverno 2016.

É sempre incrível ver o que Patricia Viera é capaz de fazer com o couro. Ela dá à pele uma maleabilidade e uma leveza surpreendentes. Nobre e com muitos efeitos, o material é sempre protagonistas das roupas, bonitas e especiais com modelagens tradicionais, dos vestidos cinquentinha com top justinho e saia rodada aos curtinhos retos e casacos e jaquetas.

patricia-viera-spfw-inv16-100-654x983patricia-viera-spfw-inv16-102-654x983

Patricia caprichou nas saias ajustadas de comprimento midi e nas calças flare. Inspirada pelo deserto do Atacama (não à toa a passarela era de sal grosso, alusão ao deserto de sal do Chile), ela criou bonitas estrelas de couro, aplicadas em dois vestidos transparentes, um tipo chemise branco, outro longo preto de mangas compridas.

patricia-viera-spfw-inv16-121-654x983patricia-viera-spfw-inv16-120-654x983 (1)

Continuar lendo

SPFW: Jeans de alfaiataria e tons terrosos marcam presença no desfile da Colcci

Sem Gisele Bündchen, a Colcci apresentou na passarela do São Paulo Fashion Week uma coleção de Inverno 2016 focada no jeans de alfaiataria, tons terrosos e florais. A grife trouxe roupas bonitas e comerciais, peças de chamois em tons caramelo, uma novidade para a Colcci.

1445644786201

Renda, couro e jacquard complementaram a coleção, inspirada no ritmo lento de destinos desérticos. Em entrevista do jornal Estadão, a estilista da Colcci, Adriana Zucco, afirmou que são escolhidos 10 a 15 itens da coleção para ganhar versões comerciais. Por isso, o que se vê na passarela não se encontra nas vitrines.

colcci-spfw-inv16-003-654x983colcci-spfw-inv16-004-654x983

Continuar lendo

SPFW: Portugal aos olhos de Reinaldo Lourenço

Em julho passado, Reinaldo Lourenço passou 15 dias viajando por Portugal. Ficou apaixonado pelo que viu em pequenas cidades como Viana do Castelo, Minho, Sintra, pelo clima desértico do Alentejo, pelas cidades maiores como Porto e Lisboa. Estes lugares serviram de inspiração para a coleção para o Inverno 2016 apresentada no São Paulo Fashion Week inverno 2016!

reinaldo-lourenco-spfw-inv16-038-654x983reinaldo-lourenco-spfw-inv16-045-654x983

As referências portuguesas, na versão de Reinaldo, ganham uma outra estética. O folclore foi transformado em algo super contemporâneo. Os azulejos portugueses ficaram mais gráficos. As noivas de Minho, que só vestem preto, inspiraram os chiques conjuntos de veludo. As tiras dos trajes portugueses típicos caíram como luva no trabalho de tiras que Reinaldo já faz, numa nova versão. Os aventais apareceram em vestidos de veludo com renda bordada por baixo.

reinaldo2

Continuar lendo

SPFW: PatBo entre franjas e cordas

A grife mineira PatBo pisou na passarela com um proposito bem diferente de outras coleções. O carro chefe da grife sempre foi o bordado, mas desta vez a Patbo inovou, apresentando no São Paulo Fashion Week inverno 2016 uma coleção rústica, com franjas e cordas.

patbo-spfw-inv16-002-654x983patbo-spfw-inv16-003-654x983

O tecido usado em alguns looks remete ao cobertor, que fez lembrar as peles e capas usadas nos ombros pelos povos nômades, o que acabou levando aos vikings. Patricia Bonaldi interpretou a referência dentro do repertório de sua marca, injetando muito glamour.

patbo-spfw-inv16-007-654x983patbo-spfw-inv16-009-654x983

Continuar lendo

SPFW: Alexandre Herchcovitch

Domingo (18) foi a abertura da temporada de desfiles mais importante do Brasil. O São Paulo Fashion Week comemora a sua 40ª edição vividos em 20 anos de muita intensidade e estilo.

Alexandre Herchcovitch abriu os trabalhos da edição Inverno 2016 da Fashion Run. Na passarela um clima fetichista e a cor preta imperou em vários looks. Num exercicio de mostra-esconde, o estilista brincou com elementos do sexo. Havia botas de couro, feitas em parceria com a Arezzo, produções que mesclam o recato e o despudor.

alexandre-herchcovith-spfw-inv16-002-654x983alexandre-herchcovith-spfw-inv16-004-654x983

Transparências ou mulheres com casacos pesados, recortados em linha diagonal com zíperes. Por baixo, meias arrastão pretas. Camisolões usados em séculos passados – quando o sexo era tabu e todo o corpo era escondido – ressurge com listras e fitas. O estilista ainda recuperou o xadrez, uma de suas marcas registradas.

Tecidos nobres e clássicos como cashmere, lã alpaca, cetim, tricoline e tule com elastano estão entre as matérias-primas da coleção.

alexandre-herchcovith-spfw-inv16-007-654x983alexandre-herchcovith-spfw-inv16-009-654x983

Continuar lendo